Inovação estilo “Davi contra Golias”

Recentemente eu li um artigo do Clayton Christensen e do Scott Anthony na revista Technology Review, editada pelo MIT, que me chamou a atenção: como as grandes empresas estão lidando com a velocidade das inovações das pequenas empresas. Por exemplo, nos anos 80 vimos a Big Blue (IBM) ser derrotada por então pequenas empresas do mercado: Microsoft, Apple e outras, que mais tarde viriam a ser tornar gigantes.

Duas imagens mentais me vieram à cabeça, que podem ajudar a visualizar melhor essa situação. A primeira é a luta de Davi contra o gigante Golias – onde há a prepotência do maior sobre o menor. No final o menor vence a batalha. A segunda história é do elefante que se assusta ao encontrar um pequeno rato no caminho. Aqui não vemos mais a prepotência, mas sim o medo diante do pequeno.

Os autores citam o caso da Xerox, que era uma gigante tecnológica e viu suas inovações, surgidas em seus laboratórios, serem lançadas por empresas menores e mais ágeis.

Através desse panorama e do senso comum somos levados a acreditar que as inovações surgem dos laboratórios das grandes empresas do mercado. Mas uma pesquisa realizada pelos dois autores mostra que desde a segunda metade do século XIX até hoje, a grande maioria das inovações surge de empresas estreantes no mercado – as famosas startups. Não ache que starpup é sinônimo de empresas de tecnologia da informação e que o conceito surgiu na Califórnia com a web. Startup significa um grupo de pessoas trabalhando com uma ideia diferente do status quo do mercado que, aparentemente, pode fazer dinheiro.
Segundo a pesquisa, a capacidade inovadora de empresas gigantes tem aumentado muito. Nos anos 1980 pouco mais de 20% das inovações vinham das grandes, hoje já estamos chegando a 40%. Em contrapartida a supremacia das startups vem caindo. Aqui podemos levantar algumas questões, mas o caminho que eu trilho é acreditar que as grandes hoje estão aderindo ao espírito das startups de duas maneiras: (1) elas foram startups um dia e conseguiram manter esse espírito dentro da equipe ou (2) essas empresas estão reformulando seus quadros e os novos funcionários estão contaminando, de uma forma boa, toda a corporação com o jovialidade e o dinamismo das startups.

Vejam o exemplo da Autodesk e do seu produto para dispositivos touch, chamado Sketchbook. Foi a idéia de dois funcionários contra uma gigante de 2 bilhões de dólares. No fim prevaleceu o espírito empreendedor e hoje esse aplicativo (vendido a US$ 4,99) já é um dos campeões em vendas da empresa.
Conforme Christensen e Anthony três princípios estão presentes no DNA das empresas inovadoras pesquisadas:

1) Elas constantemente estão empurrando adiante suas competências essenciais, ou seja, elas estão o tempo todo não deixando se acomodar em sua zona de conforto. O exemplo aplicado é a Amazon, que reinventou o mercado de livros e que não dá indícios de se acomodar nesse mercado.

2) As empresas inovadoras buscam e abraçam um modelo de negócio direcionado para algo novo e que seja relevante para as pessoas. O exemplo aplicado é a Apple com o serviço do iTunes, que repaginou o mercado de mídias e se tornou tão relevante que hoje é sinônimo de um mercado audio-visual sustentável, que vem salvando a indústria de entretenimento.

3) E principalmente as empresas inovadoras sabem muito bem gerenciar o velho e o novo de forma diferente. Ou seja, sabem muito bem fazer a roda girar enquanto buscam novos mercados ou novas leituras para o mesmo mercado. O exemplo aplicado pelos autores é a nossa conhecida IBM, que se reinventou e hoje é uma das líderes mundiais em serviços computacionais. A nova geração nem saberá que a Big Blue já foi sinônimo de computador!

É com esse mesmo espírito que nós da LiveWork começamos nossos dias – esse espírito de não nos acomodarmos, de sempre procurarmos melhorar as vidas das pessoas através de serviços relevantes e principalmente de sabermos olhar o futuro, sem nos desligarmos do presente. Isso sim para nós é trabalhar com inovação e temos o prazer em ajudar as empresas a encontrar seu caminho da inovação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s